Polícia identifica suspeito de soltar cobra Naja que picou estudante em Brasília

A Polícia Militar Ambiental (BPMA) identificou o homem suspeito de soltar a cobra da espécie Naja perto de um shopping localizado no Distrito Federal.A serpente picou um estudante de veterinária de 22 anos nessa terça-feira (7).



Segundo a PM, o suspeito de soltar a cobra, que não teve a identidade divulgada, é amigo de Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkul, o rapaz que foi picado pela serpente. O suspeito de abandonar o animal deve ser intimado a prestar esclarecimentos sobre o caso.

A Polícia Militar só conseguiu encontrar o réptil após muita conversa com um amigo da vítima. A naja estava dentro de uma caixa atrás de um morro, em um shopping localizado no Setor de Clubes Sul de Brasília, a 14 quilômetros da casa do estudante.

A vítima permanece internada em estado grave em um hospital particular. A família do estudante precisou importar uma nova dose do soro antiofídico dos Estados Unidos, porque a única dose existente no Brasil, do Instituto Butantan de São Paulo, já foi aplicada no jovem.


Cobra foi entregue ao zoológico

Depois que foi capturada, a cobra Naja foi levada pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) até o Zoológico de Brasília. De acordo com o local, o animal está “fisicamente bem, mas segue em observação para maiores análises comportamentais”.

Ela ficará no zoológico até que os órgãos ambientais definam destino para ela. Durante o período de estadia, os funcionários estão orientados a não manusear a serpente, pois no Brasil não existe soro antiveneno para caso de picada.