Veja o que abre e o que fecha em Pernambuco por conta do coronavírus


A pandemia de coronavírus começa a alterar a rotina de funcionamento de instituições públicas e privadas pelo País. Em Pernambuco, especialmente no Recife, a maioria das instituições de ensino - fundamental, médio e superior - as aulas suspensas ou estarão suspensas em breve. Eventos públicos e privados também estão sendo adiados, já que podem gerar aglomeração, facilitando a contaminação pela Covid-19. Além disso, órgão públicos também alteraram os serviços por conta da doença.


A Prefeitura do Recife também anunciou neste domingo (15), que irá solicitar à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a suspensão de todos os voos internacionais - chegada e partida - a partir do próximo dia 20 de março, no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes Gilberto Freyre. A medida faz parte do Plano de Contingência Municipal contra Covid-19.


Veja o que abre e o que fecha no Grande Recife por conta do coronavírus:

Escolas municipais, estaduais e privadas

Escolas municipais públicas e privadas terão as atividades suspensas a partir da próxima quarta-feira (18) por causa da pandemia de coronavírus. A determinação foi apresentada pela Prefeitura do Recife, em coletiva de imprensa realizada na manhã do último domingo (15), onde apresentou o Plano Municipal de Contingência - COVID 19 para os próximos meses.

Da mesma forma, o Governo de Pernambuco informou que as unidades de ensino estaduais (escolas, escolas técnicas e universidades) localizadas no Recife irão seguir a orientação da autoridade sanitária municipal. Em Olinda, o prefeito Lupércio Nascimento (Solidariedade), disse que também vai suspender as aulas da rede municipal e particular da cidade a partir dessa quarta-feira (18).

No Interior, Caruaru declarou que irá suspender as aulas de escolas e universidades públicas a partir desta terça-feira (17). Em Camaragibe, a determinação é que todos os eventos em equipamentos do município sejam adiados.

Universidades

Universidades e institutos federais de Pernambuco decidiram interromper as atividades curriculares a partir desta segunda-feira (16). A decisão foi tomada em reunião realizada pelo Consórcio Pernambuco Universitas na tarde do último domingo (15), na reitoria da Universidade de Pernambuco, como forma de prevenção para evitar o contágio do novo coronavírus (Covid-19). A suspensão vale para todos os campi, e deve perdurar, inicialmente, até o dia 31 de março.

Entre as instituições, estão a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), a Universidade de Pernambuco (UPE), a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasp), a Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), a Universidade Federal do Agreste (Ufape) e o Instituto Federal de Pernambuco (IFPE).

A Faculdade Nova Roma, do Grupo FBV, também anunciou a suspensão de as suas atividades acadêmicas do campus Boa Viagem. A pausa começa nesta segunda-feira (16) e vai até o dia 29 de março. As atividades online da instituição de ensino serão mantidas.

Instituto Ricardo Brennand

O Instituto Ricardo Brennand, localizado no bairro da Várzea, na Zona Oeste do Recife, suspendeu temporariamente a visitação do público, desde sábado (14), após a confirmação dos primeiros casos de coronavírus em Pernambuco.

>> Veja eventos e atrações culturais afetados pelo coronavírus em Pernambuco

Fundaj

Todas as atividades dos equipamentos da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) abertas ao público também foram suspensas por tempo indeterminado desde o último sábado (14).

Ficam fechados os cinemas (Cinema da Fundação, no Derby, na Área Central do Recife, e Cinema do Museu, em Casa Forte). Ainda no Campus Casa Forte serão suspensas as atividades do Museu do Homem do Nordeste, das galerias Massangana, Baobá, Valdemar Valente e Mauro Mota, e da Cinemateca Pernambucana.

Também no Derby, os cursos da Escola de Inovação e Políticas Públicas (EIPP), as salas de Leitura Nilo Pereira, de Exposição Vicente do Rego Monteiro e de Videoarte Cristina Tavares, deixam de funcionar temporariamente.

A Villa Digital e a Biblioteca Blanche Knopf, em Apipucos, ficam fechadas, assim como a unidade do Engenho Massangana no Cabo de Santo Agostinho.

Paixão de Cristo

A Paixão de Cristo 2020 de Nova Jerusalém, tradicional espetáculo da Semana Santa no distrito de Fazenda Nova em Brejo da Madre de Deus, Agreste de Pernambuco, está suspensa por conta da pandemia de coronavírus. Pernambuco tem sete casos confirmados da doença. O anúncio foi feito pelo secretário de Turismo do Estado, Rodrigo Novaes, em coletiva de imprensa neste sábado (14). O espetáculo será realizado dos dias 2 a 7 de setembro.

Abril pro Rock

No último sábado (14), o festival Abril Pro Rock, que estava previsto para os dias 10 e 11 de abril, anunciou que não irá mais realizar o evento nessas datas. Esta é a primeira vez, em 28 anos, que as apresentações programadas não acontecem neste mês. Como foi proibido pelo Governo de Pernambuco a proibição de eventos em massa (com mais de 500 pessoas), e também pela Prefeitura do Recife, o festival fica suspenso. O comunicado oficial informa que em breve serão oferecidas instruções sobre a nova programação e a devolução de ingressos.

Festividades de aniversário do Recife

Após a confirmação dos dois primeiros casos importados do novo coronavírus (Covid-19) no Recife, o espetáculo O Boi Voador, que seria realizado neste domingo (15), no Marco Zero, como parte das comemorações do aniversário da cidade, foi adiado. A Corrida das Pontes, que seria realizada em março, também foi adiada. 

Arquidiocese de Recife e Olinda

A Arquidiocese de Recife e Olinda emitiu nota em que não proibi as celebrações, mas recomenda que pessoas acima de 70 anos não frequentem as missas já que os idosos são do grupo de risco.

MPPE

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) atendeu a recomendação feita pelo Conselho Nacional de Procuradores-gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG) e suspendeu a realização de eventos que provoquem aglomeração de pessoas, realizados pelo MPPE em todo o Estado. As atividades de trabalho no órgão, porém, seguem normalmente.

Também por causa da pandemia de coronavírus e da confirmação de pacientes com a doença em Pernambuco, o procurador-geral de Justiça de Pernambuco (PGJ-PE), Francisco Dirceu Barros, instituiu em caráter excepcional e enquanto durar a pandemia, o Gabinete de Acompanhamento da Pandemia do novo coronavírus. O objetivo do Gabinete é definir diretrizes relacionadas a atuação do MPPE neste cenário.

TJPE e TRF5

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) está colocando magistrados e servidores que tenham retornado de viagem para locais com números expressivos de casos confirmados da doença em regime de teletrabalho, ou seja, remotamente. Essa medida se aplica quando as atividades realizadas pelo servidor possam ser desempenhadas em homeoffice.

Servidores maiores de 60 anos, gestantes e portadores de doenças crônicas que compõem risco de aumento de mortalidade por Covid-19 também podem solicitar o regime de teletrabalho. Além disso, o TJPE está tratando qualquer servidor, voluntário, estagiário, juiz ou desembargador do Tribunal, que apresentar febre ou sintomas respiratórios (tosse seca, dor de garganta, mialgia, cefaleia e prostração, dificuldade para respirar e batimento das asas nasais), como um caso suspeito, que pode ter ausência abonada pelo gestor imediato da unidade em até três dias. Se os sintomas persistirem após esse período, o órgão dispensa o comparecimento físico para perícia médica daqueles que forem diagnosticados como caso suspeito ou confirmado e receberem atestado médico externo.

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) está adotando medidas semelhantes às do TJPE. O atendimento a advogados, procuradores e partes está mantido pelo TRF5, mas sob a recomendação de que seja realizado preferencialmente por meios eletrônico e telefônico. Já a visitação pública, quando não voltada para fins profissionais, está temporariamente suspensa.

Alepe

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) determinou a adoção de medidas de prevenção à infecção e propagação do coronavírus a partir desta segunda-feira (16). A Alepe proibiu a realização de eventos que provoquem aglomeração de pessoas, tais como audiências públicas, sessões solenes, grandes expedientes especiais, eventos de lideranças partidárias e de Frentes Parlamentares, visitação institucional - é comum a visita de alunos de escolas públicas - e outros programas patrocinados pela Alepe, de forma direta ou indireta.

O QUE ESTÁ ABERTO

Farmácias, supermercados e shoppings da cidade estão funcionando normalmente.


Por: JC Online