Sport goleia sensação Afogados e entra na zona de classificação


Depois de um mês e oito jogos sem vitórias, o Sport voltou a ganhar uma partida, ao golear o Afogados, na tarde deste sábado, por 4×0, na Ilha do Retiro. Resultado que colocou o atual campeão de volta à zona de classificação do Campeonato Pernambucano.

Com o triunfo mais expressivo na temporada, o Sport passa a somar 10 pontos, pulando para a quinta posição. Já o Afogados, que vinha empolgado com a classificação na Copa do Brasil, permanece com sete, em sexto. Os gols foram marcados por Hernane (duas vezes), Marquinhos e Yan.


Após ter eliminado o Atlético-MG, garantindo mais R$ 1,5 milhão de cota, o Afogados entrou em campo confiante. Só que esbarrou num adversário diferente. Ferido, o Leão mudou sua postura, sendo mais agressivo. Tanto que já desperdiçava chance de gol aos 25 segundos. E nos primeiros cinco minutos chegou a roubar oito bolas, sufocando os sertanejos.

Melhor em campo, os rubro-negros abriram o placar aos 11, com Hernane cobrando pênalti sofrido por ele mesmo, após ter recebido belo lançamento de Mugni e ser derrubado pelo goleiro Wallef. Mas no início da jogada o atacante Diego Ceará, do Afogados, havia sofrido falta, não marcada pelo árbitro César Leite.

A partir de então, a arbitragem ficou confusa, errando diversos lances. Em um deles, anotou falta para a Coruja próximo à área leonina. Candinho bateu forte e obrigou Luan a fazer boa defesa. Foi uma das cinco finalizações da equipe no primeiro tempo. Enquanto o Sport chutou em gol apenas três vezes. Aos 22, veio o segundo gol, com Marquinhos acertando o cantinho de Wallef, após chute de perna esquerda, de fora da área.

Os rubro-negros tiveram mais chances de ampliar. Duas delas claras. Curiosamente, sem completar a jogada. Na primeira, Rithely recebeu passe de Hernane, invadiu a área e, na frente do goleiro, preferiu devolver ao atacante, errando a assistência. Depois foi a vez de Marquinhos entrar livre e falhar ao tentar driblar o arqueiro sertanejo. Já a Coruja só assustou nos acréscimos, com Márcio cabeceando por cima, raspando o travessão.

A segunda etapa começou de forma semelhante, com o Afogados sem reagir, com receio de se abrir e ser goleado. E o Sport criando mais chances. E, também, errando mais passes. Só que os sertanejos ajudaram os donos da casa, quando Everton cometeu pênalti bobo, ao meter a mão na bola após cruzamento na área. Aos 17, novamente boa cobrança de Hernane, ampliando a vitória. O quarto veio em seguida, aos 23, com Yan completando passe de Marquinhos, numa jogada bem trabalhada desde seu início.

A mudança de postura dos leoninos seguiu até o final. Diferentemente de partidas anteriores, o Sport não recuou após abrir vantagem. Mesmo diminuindo o ritmo, seguiu buscando mais gols. Ou propondo jogo ou mesmo sendo reativo. Mostrando ainda mais velocidade em contra-ataques.

Agora o Leão volta a jogar pelo Estadual já na quarta-feira, contra o Petrolina, no Sertão. Enquanto que o Afogados encara o Central, domingo, em Caruaru.

Ficha do jogo

Sport Luan Poli; Raul Prata, Cleberson, Adryelson e Sander; William Farias, Rithely e Mugni; Marquinhos, Barcia (Yan)(Everton) e Hernane. Técnico: Daniel Paulista.

Afogados Wallef; Jader, Márcio e Thallison; Diego, William Gaúcho e Candinho; Philip (Rodrigo), Matheus Sacramento (Erivelton) e Diego Ceará. Técnico: Pedro Manta.

Local: Ilha do Retiro. Árbitro: César Leite. Assistentes: Ricardo Chianca e Diego Cavalcante. Gols: Hernane, aos 11 do 1° tempo e aos 17 do 2º, Marquinhos, aos 22 do 1º tempo, e Yan, aos 23 do 2º tempo. Renda: R$ 50.875. Público total: 4.587. Cartões amarelos: Raul Prata, Adryelson, Cleberson, Hernane (S); Jader, William Gaúcho e Rodrigo (A).