Projeto desenvolvido no IF Sertão-PE propõe alternativa de produção sustentável ao pequeno produtor

Um projeto desenvolvido no campus Petrolina Zona Rural do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) vem possibilitando o cultivo de diferentes espécies em equilíbrio, em um sistema que tem a capacidade de se autossustentar. Batizado de Mandala Agroecológica ou Projeto Agroecológico Integrado Sustentável (PAIS) funciona com canteiros circulares em uma pequena área e em seu centro um galinheiro. Além das galinhas, o sistema permite a criação de outros animais.

De acordo com o orientador do projeto, professor Amâncio Holanda, a ideia do PAIS é mostrar para pequenos produtores que é possível produzir a partir da mandala agroecológica, gerando alimentos saudáveis, sem o uso de agrotóxicos, que possam alimentar a família e também ser uma alternativa de fonte de renda, através do comércio de excedentes.



“Acima de tudo é um projeto que visa a educação ambiental, porque há uma preocupação muito grande desse sistema com o meio ambiente. No sistema convencional, com o passar do tempo, a terra vai ficando cada vez mais cansada, pobre. Aqui é o contrário, a terra terá mais nutrientes, vai reter mais umidade e diminuir a evaporação”, afirma o professor.

Ao longo de seis canteiros, dispostos de forma concêntrica, são cultivadas desde hortaliças, frutíferas, plantas medicinais até ornamentais. Implantado em março, o sistema reúne pés de quiabo, cebolinha, mandioca, batata doce, abóbora, melancia, tomate, couve, alface, coentro, mamona, banana, coco, dentre outros. No centro do círculo, um galpão comporta galinhas poedeiras, que consomem alimentos do próprio sistema e têm liberdade para andar por piquetes instalados ao longo dos canteiros.


“Tudo aqui é feito dentro do próprio sistema, eu não compro adubo, eu não uso agrotóxico, a gente não fala de pragas, doenças, ervas daninhas, tudo são seres vivos importantes para o meio que em algum momento se equilibra”, destaca Amâncio.

O PAIS é aberto à visitação, que deve ser agendada através da Coordenação de Extensão do campus Petrolina Zona Rural. Para 2020, o professor Amâncio Holanda está planejando dias de campo com pequenos produtores. No momento, a área é um ambiente permanente para a realização de aulas práticas.