Preço do ovo dispara nos supermercados de Petrolina


O preço do ovo disparou nos supermercados de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. A cartela com 30 unidades do produto, que antes era vendida por até R$ 10, agora está custando cerca de R$15. Uma mudança que já vem sendo sentida pelos consumidores.

Em um supermercado da cidade, o preço vem subindo desde fevereiro. “O que a gente ouve de nossos fornecedores, e até mesmo o que a gente vê na TV, é que a oferta diminuiu muito e a demanda subiu. Isso faz com que o produto se torne mais caro. E, se tratando do ovo, que é um produto que tem muito consumo, acaba sofrendo esse reflexo do aumento do preço”, afirma o empresário Leonardo Amaral. De acordo com o economista João Ricardo, a alta no preço está diretamente ligada à grande procura. “Nessa semana a gente percebeu uma mudança grande nos preços dos ovos. Foi, justamente, um excesso de demanda por ovos que fez com que os mercados se desabastecessem, e isso acabou elevando os preços”, explica.



A dona de casa Andrea de Castro não gostou nenhum pouco da alta do preço na cartela do ovo. “A cartela está um absurdo. O que era R$ 11, R$12, agora está R$16, R$17”, reclama.

Em outro supermercado de Petrolina, a cartela do ovo está custando R$ 14, 99. A dúzia é vendida por R$ 7,25. De acordo com o gerente Igor Araújo, o preço começou a subir no final de fevereiro e foi impulsionado por causa do aumento no valor da carne.

“Inicialmente, foi por conta do aumento da carne e dos cortes de frango, aí o pessoal estava optando muito pelo ovo como produto substituto. Só que com a alta do Dólar, devido todo esse cenário, como a galinha é alimenta com milho, e o milho é um Commodity negociado em Dólar, aumentou-se o milho, e as granjas tiveram que subir o preço do frango”, afirma.

Ainda segundo Igor Araújo, mesmo com o aumento do preço, os consumidores continuam comprando o ovo. “ Reclama bastante, mas continua comprando por ser uma opção mais barata”.