PM é autuado em flagrante e investigado por suspeita de furtar drogas após ação contra tráfico

Um policial militar foi autuado em flagrante e está sendo investigado pela própria corporação e pela Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS) por suspeita de furto de drogas após uma operação contra o tráfico, no Recife. Segundo a PM, a mãe de uma mulher, presa com entorpecentes, denunciou que o material apresentado à Polícia Civil era menor do que tinha sido recolhido na ação. O caso começou a ser investigado após uma operação do 11º batalhão da PM realizada no Alto Santa Terezinha, na Zona Norte da cidade. De acordo com a Polícia Civil, uma mulher de 21 anos foi presa com nove tabletes de maconha, duas mudas da erva, além de crack e balanças. Após o flagrante, no sábado (14), a mulher foi levada para a Central de Plantões, na Zona Norte da capital pernambucana. A jovem seguiu para a audiência de custódia. Segundo a polícia, ela usava tornozeleira eletrônica, “o que faz constatar que se encontrava em regime penitenciário semiaberto”. Por meio de nota, divulgada nesta quarta (18), a Polícia Militar informou que, na Central de Plantões, a mãe da jovem alegou que a equipe da PM não teria apresentado todo o material apreendido. Ainda de acordo com a PM, os policiais seguiram para a Delegacia de Polícia Judiciária Militar para prestar esclarecimento sobre a denúncia. As polícias não informaram a quantidade de drogas que teria sido furtada. Também por meio de nota, a SDS informou que instaurou investigação preliminar “para as devidas apurações”. Na nota, a SDS disse, ainda, que dos sete policiais militares envolvidos na ação, a suspeita de furto recaiu sobre um PM, “autuado em flagrante”. A secretaria informou também que, se forem constatados elementos suficientes, será aberto um Processo Administrativo Disciplinar Militar (PADM) contra o servidor. A pasta afirmou que ele terá “assegurado direito à ampla defesa e ao contraditório”.