PF mira quadrilha suspeita de tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro em Pernambuco e


Dez mandados de prisão e 12 mandados de busca e apreensão foram realizados pela Polícia Federal no Recife, em Pernambuco; em São Bernardo do Campo, São Paulo; em Fortaleza, no Ceará; e em Rio Branco, no Acre, na manhã desta terça-feira (23). Na operação, denominada Estatueta, três veículos foram apreendidos, nove contas bancárias foram bloqueadas, seis imóveis foram sequestrados e nove pessoas foram afastadas do sigilo fiscal. Os suspeitos, acusados de integrarem organização criminosa voltada aos crimes de tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro, tinham atuação nos quatro estados do Brasil.


A investigação, que acontece desde 2018, começou quando supostos integrantes da organização criminosa 'Orcrim' planejavam o envio de cocaína pela fronteira entre o Brasil e a Bolívia, com direção à Alemanha. A droga era armazenada dentro de estatuetas semelhantes à de Buda. De acordo com a Polícia Federal, o grupo criminoso lavava o dinheiro do tráfico de drogas adquirindo imóveis na Região Metropolitana do Recife, onde moram os dois líderes da organização. 


Em caso de condenação, os integrantes da quadrilha podem pegar até 65 anos de reclusão. Levando em conta apenas os valores declarados no registro dos imóveis, os bens apreendidos ultrapassam a quantia de R$5 milhões de reais. A operação será detalhada em breve pela assessoria de comunicação da Polícia Federal através de coletiva de imprensa.