Pernambuco tem novo caso de síndrome pediátrica ligada à Covid-19; registros sobem para 10

O secretário estadual de Saúde, André Longo, informou nessa segunda-feira (31) que há mais um caso de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) em Pernambuco. A doença é rara e é ligada à Covid-19. Subiu para 10 o número de registros da doença e todos estão também infectados pelo coronavírus. Em junho, uma menina de 11 anos morreu vítima da síndrome. O caso novo trata-se de uma menina de 1 ano e 7 meses, moradora de Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife. Em julho, a criança foi internada no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) e recebeu alta. "[Ela] já teve alta e se encontra em casa. Os serviços estão fazendo revisões de seus casos, a partir de publicação do protocolo do Ministério da Saúde", disse André Longo. Perfil dos pacientes No estado, dos casos já registrados quatro são do sexo masculino e seis do sexo feminino, com idades entre 1 e 13 anos. As crianças são dos municípios de Jaboatão dos Guararapes, Joaquim Nabuco, Sirinhaém, Goiana, Limoeiro, Timbaúba, Caruaru, Flores e Recife. Também está incluída uma criança de Maragogi, em Alagoas, que foi acompanhada pela rede de saúde de Pernambuco. Os pacientes com a síndrome foram atendidos nos hospitais Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), Correia Picanço, Barão de Lucena e Imip, no Recife; no Hospital Professor Agamenon Magalhães (Hospam), em Serra Talhada; e no Memorial de Goiana. Por: NE10/Interior