Pernambuco ocupa 2ª melhor posição na proporção de leitos de UTI covid-19 por 10 mil habitante




Na avaliação, que segue diretrizes da Organização Mundial de Saúde (OMS), foi considerada a totalidade de leitos existentes no Sistema Único de Saúde (SUS) segundo o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) no 13 de julho. Com uma taxa de 1,3 leitos de UTI para cada 10 mil habitantes, o Estado fica atrás do Espírito Santo, que tem uma taxa de 1,5. De acordo com a SES-PE, nos últimos quatro meses Pernambuco abriu aproximadamente 1,8 mil leitos, sendo 800 de UTI. Atualmente, conforme a pasta, a ocupação dos leitos de terapia intensiva na rede pública estadual está em 73%.

"As pessoas não têm a real noção da dificuldade que é abrir um leito, principalmente de UTI e em um tempo tão curto. É uma operação complexa, que exige de um lado rápida resposta para dotar a estrutura de equipamentos e insumos e, por outro, equipes altamente especializadas, com múltiplas especialidades e atuando em conjunto", explicou o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo.


O Estado soma 83.240 casos já confirmados da doença, sendo 1.858 confirmados nesta quinta-feira (24). A SES-PE informou que o aumento no número foi motivado pelo acúmulo de notificações dos últimos dias, devido à instabilidade no sistema de notificação voltado para os casos de menor gravidade. Também foram confirmados laboratorialmente 59 óbitos, elevando o total para 6.211 mortes pela doença.

Nesta sexta-feira (24), o Hospital de Campanha instalado no pátio do Hospital Mestre Vitalino (HMV), em Caruaru, no Agreste, abre 30 novos leitos de enfermaria. Neste sábado (25), com a inauguração de hospitais de campanha em Serra Talhada e Petrolina, no Sertão, e da primeira etapa do Hospital Governador Eduardo Campos, em Serra Talhada, serão colocados em operação 258 leitos para o atendimento dos pacientes com coronavírus, segundo a Secretaria de Saúde.