Pastor é flagrado furtando dízimo da Igreja Universal


Câmeras de segurança flagraram um pastor evangélico, de 36 anos, furtando cerca de R$ 2,9 mil do dízimo entregue por fiéis para a Igreja Universal do Reino de Deus, localizada em São José do Rio Preto, no Interior de São Paulo. Outro pastor da unidade sentiu falta da quantia e recorreu às gravações para identificar o criminoso.

Após ser identificado, o religioso confessou o crime para os colegas. "Ele assumiu que realmente pegou a quantia de R$ 2,9 mil e que também teria cometido outros furtos anteriormente", aponta o boletim de ocorrência, registrado na Central de Flagrante só dez horas após o delito.

O pastor foi liberado após ser interrogado. Para o delegado, apesar do delito ser passível de prisão em flagrante, não foi possível prendê-lo já que o registro não foi feito logo após o crime. "A vítima [a igreja] não teve prejuízo, bem como o crime não foi cometido com violência ou grave ameaça e por esta razão, por ora, deixa de se lavrar o Auto de Prisão em Flagrantes", explicou no boletim.

Por meio de nota, a igreja fundada por Edir Macedo desligou o pastor do quadro. "A Universal considera o delito gravíssimo, e está cooperando com as autoridades para que o infrator responda e seja punido pelo crime que cometeu, Medidas já foram tomadas para que fatos como esse não se repitam", apontou.