Parcela de R$ 300 do auxílio emergencial começa a ser paga nesta quinta-feira (17); veja quem recebe


Caixa Econômica Federal começa a pagar, nesta quinta-feira (17), a primeira parcela da prorrogação do auxílio emergencial no valor de R$ 300. O primeiro grupo a receber a quantia é o de beneficiários do Bolsa Família com número NIS final 1. Eles podem sacar o dinheiro diretamente nas agências da Caixa de todo o país. 


Além disso, nesta quinta (17) também recebem a liberação para saques e transferências, referentes ao ciclo 1 de pagamentos, os beneficiários inscritos via site ou app, nascidos em dezembro. Este grupo já tem acesso a quantia na poupança digital desde 26 de agosto. 


Prorrogação

A prorrogação do auxílio emergencial por mais quatro meses no valor reduzido de R$ 300 foi anunciada em 1º de setembro, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e as novas regras de pagamento do benefício foram divulgadas através da Medida Provisória de número 1.000 publicada no Diário Oficial da União de 3 de setembro. 

O benefício, que foi pago durante cinco meses no valor de R$ 600, agora, será reduzido pela metade. Segundo o presidente, o País não conseguiria sustentar o valor pago por mais meses.


De acordo com a MP, não há indícios de que aconteça uma reabertura de inscrições para o programa, deste modo, o dinheiro será pago aos beneficiários que já têm direito a quantia, sem necessidade de recadastramento.

Em relação às datas de pagamento, os calendários para inscritos via site ou app ainda não foram divulgados pelo governo, nem pela Caixa Econômica Federal, mas, de acordo com a portaria, as parcelas devem ser pagas até dezembro, mensalmente. "Fica instituído, até 31 de dezembro de 2020, o auxílio emergencial residual a ser pago em até quatro parcelas mensais no valor de R$ 300 ao trabalhador beneficiário do auxílio emergencial", diz trecho do documento.


Além disso, há a possibilidade de parte dos aprovados não receberem as quatro parcelas do benefício, já que ele deve ser pago somente até dezembro. Desta forma, os beneficiários aprovados tardiamente pelo programa, que ainda estão recebendo as primeiras parcelas do auxílio, podem não chegar a ter acesso à prorrogação. "O auxílio emergencial residual será devido até 31 de dezembro de 2020, independentemente do número de parcelas recebidas", diz o artigo 1º da MP.

Beneficiários do Bolsa Família

Os pagamentos para inscritos no auxílio emergencial que já recebem o Bolsa Família seguem o calendário do próprio benefício. A data de pagamento aos beneficiários do Bolsa Família é realizada de acordo com o Número de Identificação Social (NIS), diretamente nas agências da Caixa.


al grupo terminou de receber a quinta parcela em 31 de agosto. Agora, com a prorrogação do auxílio, este grupo recebe a sexta parcela agora, entre os dias 17 e 30 de setembro, de acordo com o calendário já pré-determinado pelo programa, veja abaixo:

NIS 1 - 17 de setembro 

NIS 2 - 18 de setembro

NIS 3 - 21 de setembro

NIS 4 - 22 de setembro

NIS 5 - 23 de setembro 

NIS 6 - 24 de setembro

NIS 7 - 25 de setembro

NIS 8 - 28 de setembro

NIS 9 - 29 de setembro

NIS 0 - 30 de setembro