Operação policial erradica 80 mil pés de maconha no Sertão


Mais de 80 mil pés de maconha foram erradicados no Sertão pernambucano durante ação policial. Uma pessoa de 22 anos também foi presa por tráfico de drogas. Dos dias 9 a 18 de setembro, a operação conjunta entre as Polícias Federal, Civil e Militar, identificou plantações da droga nos municípios de Santa Maria da Boa Vista, Carnaubeira da Penha e Ilhotas do Rio São Francisco. De acordo com a PF, caso esses 80 mil pés de maconha fossem colhidos, prensados e vendidos, renderia 27 toneladas da droga.

Além dos 80.300 mil pés de maconha encontrados, também foram destruídas 18.640 mil mudas, 30 quilos de maconha pronta para o consumo e 4 quilos de sementes. Durante a Operação, a polícia ainda efetuou uma prisão em flagrante no dia 11 de setembro, de um suspeito de 22 anos. De acordo com a Polícia Federal, ele possui antecedentes por roubo e tráfico e morava em Santa Maria da Boa Vista, onde estava cultivando a plantação de maconha.

Em seu depoimento, o suspeito negou envolvimento com o cultivo da droga. No entanto, no momento da prisão, ele estava com as mãos sujas do vegetal, segundo a PF. Ele foi autuado por tráfico de drogas, teve sua prisão preventiva confirmada em audiência de custódia e depois foi encaminhado para a Cadeia Pública de Salgueiro. Caso seja condenado poderá pegar penas que variam de cinco a 15 anos de prisão.

Esta ação foi um desdobramento da Operação Muçambê e faz parte das estratégias adotadas pela Coordenação-Geral de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (CGPRE), órgão  da Polícia Federal em Brasília. O Objetivo é reduzir a produção e oferta de maconha no sertão Pernambucano. O ciclo produtivo da cannabis é acompanhado por policiais federais e quando se aproxima o período da colheita, novas ações são realizadas para coibir a secagem e o repasse da droga aos pontos de tráfico.

"Assim com essas operações consecutivas a Polícia Federal aliada às forças de segurança pública vem contribuindo significativamente para o desabastecimento dos pontos de venda de droga em nosso estado como também em outros estados da região Nordeste, evitando assim a escalada da violência", afirmou a PF, através de nota.