OMS diz que coronavírus 'nos acompanhará por muito tempo'


O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, alertou que o mundo está longe de vencer o novo coronavírus. Mais de 180 mil pessoas foram a óbito por causa da doença. 

"Não se enganem: ainda temos um longo caminho a percorrer. Esse vírus nos acompanhará por um longo tempo", afirmou em entrevista virtual.

Ainda segundo Tedros, a OMS tomou as decisões corretas quando o vírus surgiu na China. "Em retrospectiva, acho que declaramos a emergência no momento oportuno", em 30 de janeiro, considerou o diretor-geral, acusado pelos Estados Unidos de excessiva benevolência em relação a Pequim. 

Óbitos A pandemia do novo coronavírus causou mais de 180.000 mortos no mundo, quase dois terços deles na Europa, desde seu surgimento na China, segundo balanço realizado nesta quarta-feira pela AFP.  No total, houve 180.289 mortes e 2.596.383 casos. A Europa é o continente mais atingido, com 112.848 mortes e 1.263.802 casos. Os Estados Unidos são o país com mais mortes registradas (45.153), à frente da Itália (25.085), Espanha (21.717), França (21.340) e Reino Unido (18.100).