O HOSPITAL REGIONAL RUY DE BARROS CORREIA EM ARCOVERDE ESTÁ PREPARADO PARA ATENDIMENTO DE PACIENTES

O

Imagem: hrrbc


Hospital Regional Ruy de Barros Correia em Arcoverde vem adotando medidas de implantação e cumprindo todos os Protocolos de atendimento alinhados aos critérios definidos pelo Ministério da Saúde para os casos suspeitos do coronavírus.

Os protocolos são difundidos e atualizados diariamente entre os profissionais de saúde do Hospital. Médicos e colaboradores estão sendo treinados para identificar os sintomas e agir com rapidez e segurança.

Nos treinamentos diários estão sendo abordados os seguintes assuntos: característica do vírus, transmissibilidade, áreas de transmissão local, definição de casos suspeitos, apresentação da doença, tratamento, coleta de material para exame, medidas de precauções, medidas de prevenção e bioproteção, notificação e vigilância epidemiológica, e apresentação dos Protocolos Internos. Também são apresentadas o uso correto e as medidas para o uso racional dos equipamentos de segurança.


O Hospital possui um Comitê Interno de Enfrentamento COVID-19, instituído no hospital para reorganizar o fluxo da assistência e protocolos de segurança hospitalar.  

Com o objetivo de reduzir a propagação dos riscos de contaminação por COVID-19, bem como preservar a segurança dos nossos colaboradores e pacientes, descrevemos algumas medidas adotadas, desde o último dia 17:

  • VISITAS NAS ENFERMARIAS – SUSPENSAS;

  • VISITAS NA UTI – SUSPENSAS;

  • VISITAS NA MATERNIDADE – SUSPENSAS. Direito a 01 acompanhante;

  • VISITAS NA EMERGÊNCIA, SALA VERDE, SALA VERMELHA E SALA AMARELA – SUSPENSAS;

  • AMBULATÓRIO – SUSPENSO;

  • CIRURGIA ELETIVA – SUSPENSA;

  • FÉRIAS PARA O MÊS DE ABRIL – SUSPENSAS;

  • PROGRAMA JOVEM APRENDIZ – SUSPENSO;

  • ACOMPANHANTES – Só terão direito a acompanhante os pacientes contemplados nas Legislações:

9.1)  Crianças e adolescentes menores de 18 anos (Lei nº 18.063/1993);

9.2)  Idosos acima de 60 anos (Lei nº 10.741/2003);

9.3)  Pacientes com deficiência e/ou outras necessidades especiais (Lei nº 13.146/2015);

9.4)  Toda mulher que esteja em trabalho de parto, parto e pós-parto imediato, nos hospitais públicos e conveniados com o Sistema Único de Saúde – SUS, conforme a Lei nº 11.108/2005.

Os pacientes que não se enquadrarem nos requisitos legais terão sua necessidade de acompanhante avaliada pela equipe assistencial (médico e/ou enfermeiro). Estes deverão entregar ao familiar a justificativa do acompanhamento, que deve ser apresentado à equipe de Serviço Social, para o efetivo controle.

Sobre os acompanhantes é importante a redução da alternância, a redução de saídas para área externa do hospital, e a redução de circulação no âmbito hospitalar.

  • ATIVIDADE ACADÊMICA

  • Suspensas as atividades de visita técnicas, aulas práticas, estágios de cursos técnicos, ligas acadêmicas, projetos de extensão e estágios curriculares não obrigatórios;

  • Suspensos os estágios de cursos técnicos em enfermagem e aulas práticas (1°, 2° e 3° semestre letivo);


Estão mantidos os estágios supervisionados de graduação em saúde (último ano), internato e residência, como também, os estágios de cursos técnicos em enfermagem do último semestre.

  • REFEITÓRIO

  • ACOMPANHANTES – as refeições estão ocorrendo nas enfermarias;

  • FUNCIONÁRIOS DA UTI – as refeições estão ocorrendo na copa do setor;

  • DEMAIS FUNCIONÁRIOS – ampliação do horário do refeitório, das 12:30 às 14:30 para garantir o espaçamento. Controle de entrada a cada grupo de 25 funcionários, com duração máxima de 20 minutos, e 04 funcionários por mesa.


O abastecimento de Equipamento de Proteção Individual – EPI também é outra preocupação. Além das compras diretas, o Hospital tem recebido insumos importantes da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco.

O Hospital tem adotado medidas fundamentais para garantir a segurança dos nossos profissionais de saúde, e não estamos medindo esforços para garantir os EPI´s e os equipamentos necessários, de acordo com as Recomendações de Equipamento de Proteção Individual no Contexto do COVID-19 da Anvisa e Organização Mundial de Saúde – OMS. Entretanto é muito importante a colaboração de todos no controle e uso adequado dos EPI´s.

O Hospital está inserido no Plano de Contingência do Estado para dar um suporte aos possíveis pacientes, com a estrutura de 04 leitos de isolamento/estabilização adulto com suporte ventilatório, 01 isolamento/estabilização pediátrico com suporte ventilatório, 01 leito de isolamento UTI,  05 leitos de enfermaria adulto, e 02 leitos de enfermaria pediátrico.


Informações: HOSPITAL REGIONAL RUY DE BARROS CORREIA