Novos prefeitos entram na corrida pela vacina

As prefeituras serão encarregadas de tarefas como a aplicação das doses, o atendimento ao público e parte da logística do transporte e armazenamento, mas dependem dos governos federal e estaduais para o fornecimento das doses no prazo e em quantidade suficiente





Em mais de 5,5 mil municípios brasileiros, prefeitos iniciam novos mandatos com a responsabilidade de organizar a vacinação contra o coronavírus —um processo que ainda não tem data certa para ter início.


As prefeituras serão encarregadas de tarefas como a aplicação das doses, o atendimento ao público e parte da logística do transporte e armazenamento, mas dependem dos governos federal e estaduais para o fornecimento das doses no prazo e em quantidade suficiente. Especialistas e gestores públicos têm debatido o risco de haver desigualdade na distribuição entre regiões ricas e pobres.