Mulher tem artéria rompida e morre logo após dar à luz: 'irresponsáveis', diz viúvo


Uma mulher de 32 anos morreu após complicações no pós-parto em Guarujá, no litoral de São Paulo. Thamirys Almeida Lopes de Souza apresentou problemas ao fazer uma laqueadura logo após a cesárea. Em entrevista ao G1, o marido e marinheiro Thiago Gonçalves de Souza, de 32 anos, relata que estava junto com a esposa quando as complicações começaram. “Não tivemos nenhum problema durante o parto. Ninguém esperava o que iria acontecer", relata.



O marinheiro explica que a esposa deu entrada no hospital às 15h, no dia 2 de março, quando começou a sentir contrações. Apesar de chegar mais cedo, ela foi encaminhada ao centro cirúrgico por volta de 21h30. Thiago conta que estava junto e acompanhou o parto do filho de perto. De acordo com ele, no momento da laqueadura uma artéria foi rompida. “Na hora não entendi. Me colocaram para fora da sala. Mais tarde, em conversa com o médico, fui informado que romperam a artéria e isso fez com que ela perdesse muito sangue”, explica. O esposo ainda relata que os médicos afirmaram que os procedimentos necessários foram feitos, e que Thamirys estava entubada, em coma induzido, após receber bolsas de sangue. O marido viu o início das complicações e conta que o momento foi traumatizante. "Usaram cerca de 29 'paninhos' para tentar conter o sangue, e todos saíam encharcados", descreve. No dia seguinte, por volta de 6h30, ele descobriu que a mulher morreu. “É uma dor que ninguém entende”, desabafa.