Mulher mata amiga grávida com tijoladas e rouba bebê da barriga da vítima, Santa Catarina


O desfecho de um crime ocorrido na cidade de Canelinha, em Santa Catarina, chocou a comunidade da cidade e de todo Estado nesta sexta-feira (28). Após a prisão da principal suspeita pelo desaparecimento de uma mulher grávida, que havia sido encontrada morta e abandonada, o depoimento da mesma trouxe esclarecimentos estarrecedores sobre o caso.


A mulher confessou que matou a vítima, sua 'amiga', com golpes de tijolo na cabeça. De acordo com a Polícia Civil de Santa Catarina, no depoimento, a mulher afirmou ter usado um estilete para retirar o bebê do útero da gestante após o assassinato.


Segundo o delegado Paulo Alexandre Freyesleben e Silva, responsável pelo caso, a mulher admitiu ter contado à vítima que haveria um chá de bebê como forma de atraí-la. Flávia Godinho Mafra estava desaparecida desde a tarde desta quinta-feira, 27. Ela tinha saído de carona para um chá de bebê surpresa.


Tanto a assassina quanto seu companheiro foram presos pela Polícia Militar, depois de procurarem atendimento médico na região. A criminosa alegou para os médicos ter tido a criança em casa.

Segundo o delegado, a suspeita confessa não demonstra arrependimento pelo o que fez.