Moradores do distrito de Lajedo, na zona rural de Petrolina, ficam ilhados após chuva


Cerca de 50 famílias que moram no distrito de Lajedo, na zona rural de Petrolina, Sertão de Pernambuco, estão ilhadas desde a quarta-feira (22). O riacho que corta o vilarejo encheu depois da chuva forte que teve no local. Choveu cerca de 220 milímetros.


A água da chuva também encheu a barragem de Tanque Novo. Até o fim do ano passado, a barragem estava completamente seca. No início deste mês, encheu um pouco após uma chuva. No entanto, com as oito horas de chuva forte da quarta-feira, o local transbordou.

Nesta quinta-feira (23), o volume da água baixou um pouco, porém, para fazer a travessia na única estrada que dá acesso ao vilarejo, os moradores precisam se aventurara. “É o jeito pra fazer compras, porque a gente está sem nada em casa”, diz a agricultora Amélia Santos Ribeiro.


Os moradores de Lajedo ficaram sem energia elétrica. O fornecimento só voltou ao normal durante a tarde desta quinta. Quem tinha alguma emergência, como trocar o gás de cozinha, teve que enfrentar a água. O agricultor Dedé Santos está preocupado com a situação. Ele parou a colheita da goiaba porque não tem como escoar a mercadoria. Quanto mais tempo a fruta ficar no pé, mais dinheiro ele perde.



“O riacho encheu e não teve como a gente atravessar para o outro lado. A gente está tentando ver se consegue um barco, mas nada certo. Se continuar chovendo como está, se aumentar mais a água não vai ter como a gente atravessar para o outro lado”, afirma o agricultor, que diz ainda ter cerca de mil caixas de goiaba para colher.

O agricultor Célio Junior de Lima Silva é criador de bode e não está conseguindo transportar os animais para a cidade. Apesar dos transtornos, ele agradece pela chuva. “Feliz com a chuva. Sem chover aqui não vale nada”, destaca.