'Mascaras gigantes' distribuídas pelo Governo do Amazonas viram meme e viralizam


"Parecem mais um saco de batatas". Foi assim que um internauta definiu o Equipamento de Proteção Individual (EPI), que deveria auxiliar na minimização dos riscos de contágio pelo novo coronavírus em ambiente escolar, mas virou motivo de 'zoação' devido ao seu tamanho desproporcional. Distribuído pelo Governo do Estado do Amazonas, na região Norte do País, as máscaras viralizaram nas redes sociais. Com algumas chegando a cobrir todo o rosto dos alunos, vários memes tomaram conta do Twitter desde a última segunda-feira (10).



O Amazonas foi o primeiro estado do país a retomar as aulas presenciais na rede pública após a paralisação por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Ao verem o tamanho das máscaras recebidas, os estudantes ironizaram colocando a máscara nos olhos e simulando um tapa olhos, outros cobriram o rosto por completo debochado do tamanho. Alguns até transformaram o objeto em 'biquíni'.

Os internautas também lembraram o caso da prefeitura de Jequié, na Bahia, que distribuiu mochilas infantis com tamanhos desproporcionais no ano de 2017. Em Manaus, a responsável pela distribuição das máscaras foi a Secretaria de Educação e Desporto (Seduc).

Em nota, a Seduc informou que adquiriu 1 milhão de máscaras nos tamanhos P, M e G, que estão sendo distribuídas entre os estudantes e servidores da rede pública estadual. "Estudantes que receberam máscaras de tamanho superior, os itens podem ser trocados a partir da próxima segunda-feira (17), na unidade de ensino".


A troca do EPI após a utilização pode aumentar os riscos de contágio.

A Seduc continua o comunicado: "os modelos azuis são para servidores da educação e estudantes de Ensino Médio, com tamanhos M e G. As máscaras de modelo verde, de tamanho P, serão distribuídas aos alunos do Ensino Fundamental". As aulas do Ensino fundamental retornam no próximo dia 24 de agosto.