Jovem é estuprada e mantida em cárcere privado pelo padrasto em Arcoverde


Por volta das 12h00 de ontem (10/08/2020), a Equipe GT 3000, após informações repassadas pelo NIS I/3ºBPM, foi acionado a fim de averiguar uma denúncia de uma menor que estava sendo mantida em cárcere privado por seu padrasto, o imputado.  De imediato foi constatado o conselho tutelar, chegando ao local verificado o fato. A vítima relatou ao policiamento e aos conselheiros tutelares que há 03 (três) meses está sem poder sair de casa, sofrendo ameaças recorrentes, e que o imputado a proibia de frequentar a escola desde o ano de 2019, relatou também que desde os 07 (sete) anos de idade sofria assédio sexual do padrasto que era frequente as tentativas de manter relação sexual, o qual a cariciava seios e genitália e que o ato sexual ocorreu no dia 04/08/2020 que após a vítima reagir o imputado a agrediu e ameaçou de morte, caso ele denunciasse.  O imputado foi localizado e conduzido à Delegacia de Polícia local.