Inscrição para Enem tradicional e digital começa 2ª feira. Veja as diferenças nos exames


As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam às 10h desta segunda-feira (11) e seguem até 22 de maio,exclusivamente online. A principal novidade deste ano é a aplicação da avaliação no formato digital. As provas no modelo tradicional serão nos dias 1º e 8 de novembro, enquanto os testes digitais acontecerão duas semanas depois, em 22 e 29 de novembro. Vale lembrar que o estudante tem que indicar, ao se inscrever, o tipo de exame que deseja participar. Uma vez concluída a inscrição, não poderá modificar a opção.


Não há limite de participantes no modelo tradicional. Já o Enem digital será restrito a 101.100 candidatos, com preenchimento das vagas por ordem de inscrição. Como é um piloto, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do Ministério da Educação (MEC) responsável pelo exame, definiu uma quantidade máxima por Estado. Portanto, se o desejo é pelo novo formato, a recomendação é se inscrever logo nos primeiros dias. Para Pernambuco serão 3 mil vagas, sendo 2 mil no Recife, 500 em Caruaru, no Agreste; e 500 em Petrolina, no Sertão.

A nota do Enem é usada para preencher vagas em mais de 120 instituições públicas de ensino superior do Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), coordenado pelo Ministério da Educação. Em Pernambuco, todas as quatro universidades públicas participam: UFPE, UFRPE, UPE e Univasf. Também os dois institutos federais, IFPE e IF do Sertão.

DIFERENÇAS

Em ambos os formatos, a estrutura de logística e tempo de duração serão os mesmos, assim como as provas: quatro testes objetivos (ciências humanas, ciências da natureza, matemática e linguagens), com 45 questões cada, e uma redação.

No Enem digital não haverá provas em casa ou realizadas em computador pessoal. O Inep vai indicar os locais de aplicação e fornecerá os equipamentos eletrônicos. Somente a redação não será feita pelo computador. O texto deverá ser redigido no modelo tradicional, com prova impressa em papel.

A modalidade digital é exclusiva para alunos que estão no último ano do ensino médio ou que já concluíram a educação básica. E não haverá disponibilidade de recursos acessíveis. Candidatos treineiros (os que fazem apenas para testar seus conhecimentos, sem tentar depois o acesso ao ensino superior) só poderão se inscrever no Enem tradicional, assim como estudantes com necessidades especiais.

GRATUIDADE

A taxa de inscrição, no valor de R$ 85, pode ser paga até 28 de maio. O Inep lembra que candidatos que receberam gratuidade devem se inscrever no exame. A isenção do pagamento não garante inscrição automática. Aqueles estudantes que se enquadram nos critérios de gratuidade terão o direito assegurado, mesmo que não tenham feito o pedido no período estipulado pelo instituto, em abril.

Ao se inscrever, o candidato deve indicar a prova de língua estrangeira que pretende fazer, se inglês ou espanhol. É preciso ainda assinalar o município de realização do exame. Em Pernambuco, o Enem tradicional acontecerá em 79 cidades e no arquipélago de Fernando de Noronha. Para esclarecer dúvidas dos vestibulandos, o Inep informa que estará disponível o telefone 0800.616161 e pelo canal de autoatendimento do site.

FOTOGRAFIA

Outra novidade do Enem, nos dois modelos, é a exigência de anexar uma foto do estudante no momento da inscrição. Até o ano passado era opcional, mas a partir de agora é obrigatório. Segundo os editais, a fotografia deve ser "foto atual, nítida, individual, colorida, com fundo branco que enquadre desde a cabeça até os ombros, de rosto inteiro, sem o uso de óculos escuros e artigos de chapelaria como boné, chapéu, viseira, gorro ou similares".

PROGRAME-SE

Inscrições: 11 a 22 de maio Onde: www. enem.inep.gov.br/participante Taxa de inscrição: R$ 85 Pagamento da taxa: até 28 de maio Provas: - Enem tradicional: 1º e 8º de novembro - Enem digital: 22 e 29 de novembro

* Quem tem direito à gratuidade

- Aluno que cursa a última série do ensino médio em 2020, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública - Candidato que cursou todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tem renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio - Candidato que declare estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda, e que esteja inscrito no CadÚnico, por ter renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos

Veja edital do Enem digital

Veja edital do Enem tradicional