Governo da Bolívia acusa Evo de ter tido filha com adolescente de 16 anos


O governo da Bolívia enviou ao Ministério Público, nesta segunda (24), uma nova denúncia contra o ex-presidente Evo Morales, que, segundo o Ministério da Justiça, teria tido um filho com uma adolescente.


O caso envolveria uma garota que deu à luz a uma menina em 2016. A acusação ocorre dias após o mesmo ministério denunciar o líder indígena de manter, há cinco anos, um relacionamento com uma mulher que, hoje, tem 19 anos -e la seria então menor de idade no início da suposta relação.


Segundo a lei boliviana, relações sexuais não são permitidas até que as pessoas envolvidas completem 18 anos. Caso um adulto tenha mantido uma relação sexual com um menor de idade, ainda que com consentimento pleno, o ato pode configurar crime com pena de 3 a 6 anos de prisão.