Flordelis diz que sabia da existência de um plano para matar o marido e que tentou avisá-lo


A deputada federal Flordelis (PSD) afirmou nesta sexta-feira (18), em depoimento à Justiça, que sabia da existência de um plano para matar o pastor Anderson do Carmo.

Segundo a parlamentar, acusada de ser a mandante do crime, Lucas dos Santos, um dos filhos adotivos, mostrou uma mensagem de texto recebida do próprio celular da deputada, pedindo que ele matasse Anderson. Durante o depoimento, Flordelis explicou que a mensagem foi enviada por Marzy, uma de suas filhas afetivas. A deputada contou ainda que todos na casa tinham acesso ao seu celular. Flordelis disse ainda que contou ao marido sobre a mensagem recebida por Lucas. O depoimento à Justiça ocorreu na manhã desta sexta-feira (18), durante a 5ª audiência sobre o assassinato do Pastor Anderson do Carmo, morto no dia 16 de junho de 2019, na garagem de sua casa, em Pendotiba, Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

PARCEIROS TVLW-2021.gif