Feira da Sulanca tem máscaras, álcool gel e pouco movimento em Caruaru


A Feira da Sulanca, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, foi realizada normalmente nesta segunda-feira (16), mas de acordo com representantes dos sulanqueiros, houve pouco movimento. A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no mundo fez com que a prefeitura do município tomasse algumas decisões, como o cancelamento de aulas da rede municipal e suspensão de eventos com público superior a 100 pessoas. A feira, entretanto, não foi afetada.


O Parque 18 de Maio, espaço em que a feira é realizada, recebe milhares de compradores semanalmente, muitos deles outros estados. De acordo com a presidente da Associação União dos Sulanqueiros, Fátima Amaral, a circulação de pessoas foi baixa nesta segunda. "Diminui muito o movimento, a gente está notando. Mas o resto está normal", avaliou. Segundo ela, havia pessoas com máscaras no rosto e embalagens individuais de álcool em gel. Os vendedores também deixaram à disposição recipientes com o álcool 70% para os clientes.


Apesar do baixo público, os sulanqueiros acreditam que os prejuízos seriam imensuráveis caso houvesse suspensão da Sulanca. "[Nesse período] não tem aula mas o professor recebe, o colégio recebe a mensalidade. Se fechar os bancos, os bancários continuam recebendo. Mas aqui, a maioria depende única e exclusivamente da feira", argumentou.

O presidente da Associação dos Sulanqueiros, Pedro Moura, integra o comitê de crise da prefeitura para avaliar a situação do avanço do coronavírus. "Realmente é bastante preocupante, o feirante não quer que a feira deixe de funcionar, informamos isso à prefeita e aos secretários. Porém, devido à gravidade do coronavírus, vamos monitorar esta semana para ajustar com as cidades do polo Toritama e Santa Cruz se realmente vamos ter condições de abrir ou não", ponderou.

A compradora Socorro Silva saiu de Maceió, Alagoas, para comprar na feira. Ela estava utilizando máscara. "A gente tem que se precaver, é um vírus que fica no ar, ninguém sabe quem tem ou não". Como parte da prevenção, foram colocados carros de som e telões com as medidas de prevenção ao novo coronavírus, como higienizar as mãos frequentemente, não colocar as mãos nos olhos, nariz e boca, evitar o contato com pessoas doentes, entre outras.


Por: NE10 Interior