Em cerimônia fechada, novo comandante da PM toma posse seis dias após ação violenta durante protesto

O novo comandante a Polícia Militar de Pernambuco tomou posse nesta sexta-feira (4), em cerimônia realizada a portas fechadas, no Recife. O coronel José Roberto Santana substituiu o coronel Vanildo Maranhão, que, segundo o governo, pediu exoneração três dias após a repressão violenta de PMs ao protesto pacífico contra Bolsonaro, no sábado (29). Dois homens perderam a visão de um dos olhos na ação.



A posse do novo comandante ocorreu no Quartel do Derby, sede da Polícia Militar em Pernambuco, na área central do Recife. A imprensa não pode participar da cerimônia, no Salão Nobre do edifício. A justificativa da corporação para limitar o acesso é a pandemia de Covid-19.

A cerimônia contou com a participação do governador Paulo Câmara (PSB). Ele chegou ao Quartel do Derby por volta das 8h15. O chefe do Executivo estadual foi recepcionado pela vice-governadora Luciana Santos (PCdoB) e pelo secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua Cavalcanti.


A exoneração de Vanildo Maranhão e a nomeação de José Roberto Santana foram publicadas no Diário Oficial de terça-feira (1º).


Na cerimônia de posse, os dois se posicionaram em frente ao governador Paulo Câmara (PSB) e à bandeira nacional, fizeram a passagem de comando e se cumprimentaram.

Em seguida, ambos discursaram, seguidos pelo governador. Também participam da posse o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado estadual Eriberto Medeiros (PP), e chefes da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Polícia Científica.

PARCEIROS TVLW-2021-4.gif