Disque-denúncia e Celpe oferecem recompensa de até R$ 100 mil por informações sobre assassinos de el

Disque-denúncia e Celpe oferecem recompensa de até R$ 100 mil por informações sobre assassinos de eletricistas



Uma recompensa de até R$ 100 mil é oferecida por informações que levem aos autores dos assassinatos de dois eletricistas que trabalhavam na concessionária de serviço de energia elétrica em Pernambuco. Os crimes aconteceram este ano e em 2020.


A campanha de recompensa foi divulgada, nesta segunda (14), pela Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), que atua em parceria com o Disque-denúncia. Segundo as instituições, ela é a maior oferecida até hoje, no estado. A expectativa é conseguir informações que ajudem a identificar e prender o assassino do eletricista Ejanilson Severino Batista, 39 anos. Ele foi morto enquanto trabalhava em uma inspeção em São Lourenço da Mata, no Grande Recife, em junho deste ano.


Além disso, a campanha de recompensa pretende reforçar as buscas pelo foragido Sebastião Ayres de Assis Neto, conhecido como Neto Santos.

Uma campanha anterior tinha oferecido uma recompensa de até R$ 20 mil por informações sobre ele, mas Sebastião continua solto.

O fazendeiro é acusado de assassinar o eletricista José Reginaldo de Santana Júnior, após o corte de energia da fazenda dele, por causa de uma dívida de R$ 28 mil. O crime aconteceu em setembro de 2020, em Limoeiro, no Agreste.


Por meio de nota, o presidente da Celpe, Saulo Cabral, afirmou que oferece a maior recompensa da história de Pernambuco por ter convicção de que "a sociedade está igualmente indignada e irá ajudar nessa luta contra a impunidade".

PARCEIROS TVLW-2021-4.gif