Criança de um ano morre afogada em cisterna em Olinda


Uma criança de um ano e um mês morreu, nessa segunda-feira (13), afogada em cisterna dentro da própria casa, localizada em Salgadinho, Olinda. Testemunhas contaram que a menina tinha ficado em cada com o irmão de 14 anos enquanto a mãe saiu para fazer algumas compras. Ao retornar, ela não localizou a criança, e toda a vizinhança se mobilizou nas buscas. Ao ser encontrada, a vítima foi levada para a emergência pediátrica do Hospital da Restauração (HR), no Derby, Centro do Recife, mas não resistiu.


Segundo vizinhos, a mãe passou mal no hospital e precisou receber atendimento. Ela prestou depoimento na Central de Plantões da Capital. O corpo da criança está no Instituto de Medicina Legal (IML). O caso, inicialmente, foi registrado como morte a esclarecer.

"Ficou constatado que a criança se afogou no momento em que o irmão se distraiu. Esse procedimento de morte a esclarecer, para saber quem é o culpado, se é quem tem alguém que vai responder dolosamente, é [de responsabilidade] do delegado que vai presidir o inquérito", afirmou o delegado Gilmar Rodrigues.