Coronavírus pode ter surgido após um acidente de trabalho em laboratório virologia da China, diz jor

A

cidente

Comunicados recebidos pelo Departamento de Estado dos EUA confirmam uma suspeita que tem sido tabu nas redes sociais e no noticiário, e pode explicar o nervosismo do governo da China quando alguém lembra que 'o vírus é chinês': o surto do novo coronavírus pode ter surgido após um acidente de trabalho no laboratório Instituto de Virologia de Wuhan, segundo jornais americanos.


EUA sabiam


Dois telegramas de diplomatas dos EUA alertavam para a insegurança do laboratório e mencionaram 'coronavírus do tipo SARS de morcegos'. Informes citados pelo Washington Post, alertavam que o vírus'poderia ser transmitidos a humanos'.


Ligação proibida


Ao contrário de outras 'teorias da conspiração', ignoradas pelo governo da China, quando se trata de covid19, os chineses sobem nas tamancas.



Covid-19 livra FAB de Maia

O coronavírus provoca gastos trilionários ao redor do mundo, incluindo no Brasil, para tratar doentes e ajudar os impactados pelo surto do vírus, mas provocou certas economias, digamos, simbólicas. Fez, por exemplo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pela primeira vez passar um mês inteiro sem usar jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB). O fato é significativo porque Maia fez 772 viagens desde que assumiu o cargo, em julho de 2016, realizando um voo a cada dois dias, em média.

O último passeio de Rodrigo Maia foi um bate-e-volta em SP, em 10 de março. Aliás, acompanhado do senador Davi Alcolumbre, seu pupilo.

Só no ano passado, Rodrigo Maia viajou 250 vezes nas asas da FAB. Viaja desde o primeiro dia de mandato, ao substituir Eduardo Cunha.


Sonho interrompido

O coronavírus pode ter inviabilizado a marca do milésimo voo de Rodrigo Maia, mas não se deve subestimar sua capacidade de inventar viagens. O abuso tem nome e sobrenome: aeronaves da FAB são privativas de ministros e dos presidentes da Câmara, do Senado e do STF.

Briga política

O 'socorro' aos Estados, sobretudo da região Sudeste, sem precisar cortar despesas, é uma articulação do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, com os governadores da região. O que eles têm em comum? Quase todos usaram Bolsonaro para se eleger e hoje o detestam.


Futuro ministro

O deputado Osmar Terra (MDB-RS), ex-ministro da Cidadania, só não será ministro da Saúde se não quiser. E ele quer, e já deve ter mandado fazer o terno da posse. O 'plano B' é a médica oncologista e infectologista Nise Hitomi Yamaguchi.


Barichello

O ministro Mandetta anunciou somente ontem, cinquenta dias após o início da pandemia, que 40 voos vão trazer materiais da China. E só ontem os Estados foram orientados a informar ao Ministério da Saúde o número de leitos ocupados com pacientes do novo coronavíus. Pedala, ministro!


Frase

"O povo não perdoa os traidores”, Roberto Jefferson, presidente do PTB, afirmando que os governadores de SP e RJ erraram com Bolsonaro

Alô, PF

O 'estado de calamidade' em estados e municípios, inclusive onde não há a doença, faz prever gastos espetaculares sem licitação, a pretexto de combate ao coronavírus. A Polícia Federal vai ter trabalho.

Notícia boa

O total de infectados no mundo atingiu a marca de um milhão no último dia 2. Nesta quarta (15), chegou a dois milhões, mas a boa notícia são os 1,82 milhão curados ou que apresentam apenas infecções leves.