Coronavírus: Pernambuco descarta sete casos e investiga outros cinco suspeitos


Em último balanço divulgado neste sábado (29), a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE) informou que foi notificada de 12 casos suspeitos de COVID-19. Dois casos foram descartados, elevando o número de descartes para sete, enquanto novos dois casos suspeitos apareceram, totalizando um número de 5 casos sob investigação. Entre os novos casos suspeitos, está uma idosa de 74 anos, o primeiro caso de coronavírus em pessoa idosa, faixa etária considerada de risco e que exige mais cuidado. Além dela, uma mulher de 28 anos também foi incluída. As duas são moradoras de Olinda e têm histórico de viagem recente para países da Europa com casos de COVID-19, como França e Itália.



Do total de casos notificados, seis foram acolhidos no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), uma das unidades de referência da rede pública estadual para esse tipo de suspeita; e seis estão em hospitais particulares da capital pernambucana e de Olinda. Os pacientes são residentes do Recife (7, sendo 2 em investigação e 5 descartados), Caruaru (1 descartado), Jaboatão dos Guararapes (1 em investigação), Olinda (2 em investigação) e Itália (1 descartado).

Dos casos descartados, 6 já receberam alta médica e 1 continua em observação no Huoc – caso confirmado para influenza A(H1N1). Dos 5 casos em investigação, 2 estão em isolamento hospitalar, no Huoc e em unidade privada do Recife, e os outros 3 receberam as devidas orientações para isolamento domiciliar.

Segundo a Secretaria de Saúde de Pernambuco, todos os pacientes suspeitos que foram avaliados e estão recebendo alta para isolamento respiratório domiciliar continuarão sendo permanentemente monitorados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica e da Atenção Primária dos municípios onde residem (02 residentes no Recife e 01 em Jaboatão dos Guararapes).

Casos descartados

1 – Homem, 41 anos, residente no Recife e com histórico de viagem para Itália e França. Notificado em 26/02. Exame realizado no Lacen-PE foi positivo para influenza B.

2 – Mulher, de 51 anos, residente em Caruaru e com histórico de viagem para Itália. Notificada em 25/02. Os exames laboratoriais, realizados pelo Lacen-PE e Instituto Evandro Chagas, deram negativos para mais de 10 vírus respiratórios, como influenza, parainfluenza, adonovírus, VSR, rinovírus e covid-19.

3 – Homem, 24 anos, pernambucano residente na Itália. Notificação em 26/02. Foi positivo para influenza A(H1N1) - exame realizado pelo Instituto Evandro Chagas.

4 e 5 – Homem, 32, e mulher, 25, moradores do Recife, que foram contactantes do homem de 24 anos (residente na Itália). Os dois foram notificados em 27/02. Com o descarte do caso do residente na Itália, ambos também foram descartados.

6 – Homem, 32 anos, morador de Recife com histórico de viagem à Itália. Foi notificado em 27/02. Exame realizado pelo Lacen-PE positivou para influenza A(H1N1).

7 – Homem, 37 anos, morador do Recife com histórico de viagem para Itália. Foi notificado na última quinta-feira (27.02). Foi positivo para influenza A(H1N1) - exame realizado pelo Lacen-PE. Continua em atendimento no Huoc, com quadro estável e previsão de alta para os próximos dias.

Casos suspeitos

1 – Mulher, 30 anos, moradora do Recife com viagem para Itália. Notificada na quinta-feira (27.02). Após atendimento em unidade privada, recebeu as devidas recomendações e foi liberada para isolamento domiciliar.

2 – Homem, 36 anos, residente no Recife com histórico de viagem para Itália - notificado em 27/02. Após atendimento em unidade privada, recebeu as devidas recomendações e foi liberado para isolamento domiciliar.

3 – Mulher, 34 anos, moradora de Jaboatão dos Guararapes, com histórico de viagem para Itália. Notificada na última quinta-feira (27.02). Apresentou febre, tosse, dor de garganta e cefaléia. Após internamento no Huoc, recebeu as devidas recomendações e foi liberada, na sexta (28.02), para isolamento domiciliar.

4 – Mulher, 74 anos, residente em Olinda e com histórico de viagem para França/Itália - chegou em 22.02. Notificada na sexta-feira (28.02). Está em isolamento no Huoc, com quadro estável.

5 – Mulher, 28 anos, residente em Olinda e com histórico de viagem para França – retornou em 14/02. Notificada na sexta-feira (28.02). Está em isolamento em uma unidade privada em Olinda, com quadro estável.

Rede de Saúde

Desde o final de janeiro, o Governo de Pernambuco afirma ter trabalhado para preparar a rede de saúde para possíveis casos suspeitos do novo coronavírus. Além de enviar notas técnicas sobre o assunto e repassar os boletins do Ministério da Saúde para os serviços da rede, a SES-PE montou um plano de contingência e capacitou os profissionais de saúde para que seja realizado o manejo clínico correto do paciente.

Além do Hospital Universitário Oswaldo Cruz, o Hospital Correia Picanço (HCP) e o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) são as referências estaduais paras possíveis casos suspeitos do novo coronavírus. O Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco também vem se estruturando para se tornar referência.

A SES-PE ressalta que os pacientes não devem procurar diretamente as unidades de referência. O primeiro atendimento deve ser feito na unidade de emergência mais perto de sua residência, como UPAs e policlínicas. Havendo necessidade, esses serviços encaminharão para os hospitais de referência, seguindo o protocolo vigente. Hospitais privados também contam com estrutura apta para atender casos suspeitos.