Cientistas seguem na busca por estratégias que possam combater a Covid-19, e uma das mais estudadas


A Caixa Econômica Federal liberou, nesta terça-feira (7), o aplicativo que permite o cadastramento para quem tem direito a receber o auxílio de R$ 600, por três meses, durante o período de pandemia do novo coronavírus.

De 15 milhões a 20 milhões de trabalhadores informais não inscritos em programas sociais poderão se cadastrar.

Como fazer o cadastro

Para se realizar a solicitação do auxílio emergencial há duas formas:

Aplicativo

  1. Você baixa o aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial para Android, na Play Store, ou para iOS, na App Store.

  2. Após abrir o aplicativo, no fim da página, você seleciona "Realize sua solicitação". Caso já tenha feito isso, pode consultar o pedido em "Acompanhe sua solicitação"

  3. Em seguida, você deve checar se cumpre todos os requisitos, em uma página que vai abrir.

  4. Se cumprir os requisitos, você deve marcar as caixas que dizem "Declaro que li e tenho ciência que me enquadro em todas as condições acima" e "Autorizo o acesso e uso dos meus dados para validar as informações acima."

  5. Então, a próxima página será liberada. É só clicar em "tenho os requisitos, quero continuar"

  6. O último passo é preencher todos os dados solicitados

Site

Os passos para cadastro via site são semelhantes aos do aplicativo:

  1. Primeiro, você vai acessar o site do auxílio emergencial de R$ 600 da Caixa Econômica Federal.

  2. No topo da página, você clica em "Realize sua solicitação". Caso já tenha feito isso, pode consultar o pedido em "Acompanhe sua solicitação"

  3. Em seguida, você deve checar se cumpre todos os requisitos, em uma página que vai abrir.

  4. Se cumprir os requisitos, você deve marcar as caixas que dizem "Declaro que li e tenho ciência que me enquadro em todas as condições acima" e "Autorizo o acesso e uso dos meus dados para validar as informações acima."

  5. Então, a próxima página será liberada. É só clicar em "tenho os requisitos, quero continuar"

  6. O último passo é preencher todos os dados solicitados

Quem deve se cadastrar

O cadastro é para as pessoas que não estavam no CADÚnico até o dia 20 de março, mas que preenchem os requisitos para receber o auxílio (veja abaixo).

Depois de fazer o cadastro, no site ou no aplicativo da Caixa, a pessoa pode consultar e acompanhar se vai receber o auxílio emergencial.

>> Especialista tira dúvidas mais comuns sobre o auxílio de R$ 600

O auxílio

O Auxílio Emergencial é um benefício para trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados. O objetivo dessa renda extra é ajudar emergencialmente essas pessoas durante o enfrentamento da crise causada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Pagamento

O benefício de R$ 600,00 será pago por três meses, para até duas pessoas da mesma família.

Chefes de família

Para as famílias em que a mulher seja a responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente será de R$1.200,00.

CADÚnico

Quem estava no Cadastro Único até o dia 20 de março, se atender às regras do benefício, receberá sem precisar realizar o cadastro.

Bolsa Família

Quem recebe Bolsa Família pode receber o Auxílio Emergencial, se mais vantajoso. Então, o Bolsa Família ficará suspenso, durante o período.

Requisitos

  • Para ter acesso ao auxílio emergencial, no valor de R$ 600, a pessoa deve cumprir, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:

  • ser maior de 18 anos de idade

  • Não ter emprego formal

  • não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família;

  • renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00);

  • não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70;

  • exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI) ou ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) ou ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico);

  • ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020.

Informações: TV Jornal