Caso Miguel: Sarí Corte Real é denunciada por abandono de incapaz pelo Ministério Público de PE


Sarí Mariana Gaspar Corte Real foi denunciada por abandono de incapaz com resultado de morte pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) na manhã desta terça-feira (14). A primeira-dama da cidade de Tamandaré era responsável por Miguel Otávio Santana da Silva, filho de sua funcionária Mirtes Renata, no momento em que a criança de 5 anos caiu do 9º andar de um prédio de luxo no Recife.

Após a análise do caso pelo órgão, a denúncia foi encaminhada para a 1ª Vara de Crimes contra a Criança e Adolescente de Pernambuco e o processo passará a correr sob sigilo. O promotor de Justiça Criminal responsável, Eduardo Tavares, incluiu na denúncia um pedido de agravamento de pena pelo crime ter ocorrido em meio à conjuntura de calamidade pública.

O pedido de agravamento pode fazer que Sarí seja condenada com pena máxima para o crime, cuja pena prevista é de 4 a 12 anos.

PARCEIROS TVLW-2021-4.gif