Caso Miguel: Polícia indicia Sarí por abandono de incapaz com resultado morte


A Polícia Civil de Pernambuco indiciou a primeira-dama de Tamandaré Sarí Côrte Real por abandono de incapaz com resultado morte no caso do menino Miguel Otávio, de 5 anos. De acordo com o Art. 133 do código penal, quando há o resultado morte, a pena prevista é de reclusão de 4 a 12 anos.


Miguel morreu ao despencar de uma altura de aproximadamente 35 metros, do nono andar do edifício Píer Maurício de Nassau, que integra um condomínio de luxo popularmente conhecimento como Torres Gêmeas, localizado no bairro de São José, área central do Recife.