Bombeiros soterrados em Guarujá deram a vida tentando retirar uma criança e a mãe


O chamado, no início da madrugada desta terça-feira (3), era para socorrer vítimas em uma das áreas de maior risco na Baixada Santista: o Morro do Macaco Molhado, em Guarujá. Já sabendo da tragédia que se confirmava na região, os cabos Rogério de Moraes, de 43 anos, e Marciel Batalha, de 46, agiram imediatamente. Durante tentativa de salvamento, porém, foram surpreendidos por um deslizamento e acabaram soterrados.


A morte dos dois militares foi confirmada pelo secretário de Defesa e Convivência Social de Guarujá, Luiz Cláudio Venâncio Alves.


Moraes foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Batalha ainda não havia sido localizado até o fim da tarde desta terça-feira. Ambos, com mais de duas décadas no 6º Grupamento do Corpo de Bombeiros, que atende a região, tinham experiência em resgates.