Bolsonaro desiste de criar o Renda Brasil; Bolsa Família seguirá


O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que desistiu de criar o programa Renda Brasil e que manterá o Bolsa Família até o final de seu governo. Em vídeo publicado nas redes sociais, ele rechaçou a ideia de congelar salários de aposentados e pensionistas para financiar o programa assistencial e disse que só pode “dar um cartão vermelho” a quem apresentar esta proposta.


Conforme adiantado pelo Valor, a equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, estudava desvincular o reajuste do salário mínimo das aposentadorias como forma de financiar o Renda Brasil, informação que foi confirmada posteriormente pelo secretário de Fazenda, Waldery Rodrigues.


“Eu já disse há algumas semanas que jamais vou tirar dinheiro dos pob


Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link https://valor.globo.com/brasil/noticia/2020/09/15/bolsonaro-descarta-renda-brasil-ate-2022-guedes-e-chamado-para-reuniao-no-planalto.ghtml ou as ferramentas oferecidas na página.

Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.