Bezerro nasce com duas faces em Surubim; especialista diz que condição é rara

Um bezerro nasceu com duas faces na zona rural de Surubim, no Agreste de Pernambuco. De acordo com especialistas, a malformação é chama de duplicação craniofacial. Nesta segunda-feira (8), a equipe do Laboratório de Diagnóstico Animal (LDA) da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) foi até o local para orientar os proprietários nos cuidados com o bezerro.



O animal nasceu na quinta (4) e atualmente está sendo amamentado com a ajuda de uma mamadeira, conforme informou o LDA. Ao que tudo indica, segundo o professor e coordenador do laboratório, Fábio Mendonça, "o bezerro nasceu com uma alteração rara em bovinos chamada diprosopia. Trata-se de um grupo de malformações que é considerada uma variante incomum de gêmeos siameses". "A incidência da diprosopia é menor nos bovinos em relação às outras espécies domésticas. Nos equinos e no homem, monstros duplos e gêmeos idênticos são extremamente incomuns. Enquanto nos ovinos, suínos, cães e gatos a condição não é rara de ser encontrada", disse o professor.

De acordo com Fábio Mendonça, "a causa de monstruosidades pode ser atribuída a defeitos nos genes das células germinativas ou a influências ambientais que agem no desenvolvimento do feto e a hereditariedade encontra-se frequentemente relacionada".

Caso seja confirmado o diagnóstico de duplicação craniofacial, o professor informou que o animal tende a ter um período de vida curto. "O animal está bem por enquanto. Mas não há garantia que irá sobreviver muito tempo", disse.


Por: G1/Caruaru

PARCEIROS TVLW-2021.gif