Barreiras sanitárias alcançam mais de mil pessoas no primeiro dia em Serra Talhada


As barreiras sanitárias educativas instaladas pela Prefeitura de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, na última segunda-feira (20), alcançaram 1.016 pessoas em 428 veículos abordados. Foram identificadas nove pessoas com algum sintoma suspeito de covid-19, somente no primeiro dia de operação, de acordo com balanço da Secretaria Municipal de Saúde.


No total, são cinco barreiras móveis e sete barreiras fixas. A operação tem o objetivo de controlar o avanço do novo coronavírus no município, através de orientações aos passageiros, principalmente aqueles que integrarem os grupos de risco, e monitoramento das pessoas que irão permanecer na cidade.


A secretária de Saúde, Márcia Conrado, fez um balanço do primeiro dia de operação: "São barreiras educativas que servem de orientação para quem está chegando à nossa cidade ou para quem está somente de passagem. Aquelas pessoas que forem ficar na cidade já entram no banco de dados da Vigilância Sanitária e vão ser monitoradas por quatorze dias, com a recomendação de isolamento, e se apresentarem sintomas devem procurar uma unidade básica de saúde", disse.

O vice-prefeito, Márcio Oliveira, vem coordenando as ações do Gabinete de Crise ao lado do prefeito, Luciano Duque, e da secretária de saúde. De acordo com ele, cada barreira apresenta dois profissionais de saúde e três de outras áreas, como STTRANS, Guarda Municipal, Secretaria de Esportes e Secretaria de Meio Ambiente: "Agradecemos muito a cada profissional envolvido nesta importante luta".

Equipe

As barreiras sanitárias são coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância em Saúde, em um trabalho conjunto com a Guarda Municipal, STTRANS, Secretaria de Esportes e Lazer, Secretaria de Meio Ambiente, Agência Municipal de Meio Ambiente - AMMA e Secretaria de Obras e Infraestrutura, responsável pelas barreiras fixas. A operação tem sequência nesta quarta-feira (22).


Por: NE10 Interior