Azul iniciará operação nos aeroportos de Serra Talhada e Caruaru em novembro


O aeroporto do Recife, maior centro de conexões de voos para o Nordeste, será o primeiro hub (centro de operações) da Azul a recuperar os níveis de operação pré-pandemia. Na alta temporada de verão a capital pernambucana terá mais de 70 voos diários da empresa, chegando a 75 decolagens num único dia


Além de novas rotas para Serra Talhada e Caruaru, Azul anunciou nove novos mercados a partir do Recife durante a partir de dezembro e janeiro ampliando a oferta de voos e destinos diretos.


Antecipando o planejamento da alta temporada de verão, que tem início em dezembro, a Azul fortalecerá sua presença no estado voando para mercados incomuns na história do terminal. Voos para Uberlândia, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Goiânia serão iniciados em dezembro. No mesmo mês, a Azul inicia regularmente a operação do maior voo doméstico do país, que será cumprido na rota Recife-Porto Alegre, com duração de 4h20.

As frequências diretas e regulares entre o Recife e Palmas, Vitória e Cuiabá começam em janeiro de 2021 e vão reforçar o hub pernambucano como ponto focal de conexões, com mais opções de voos e destinos.

Novos voos da Azul partindo do Recife

  • Recife – Serra Talhada: início em 11 de novembro com dois voos diários;

  • Recife – Caruaru: início em 11 de novembro com dois voos diários;

  • Recife – Porto Alegre: início em 09 de dezembro com um voo diário;

  • Recife – São José do Rio Preto: início em 12 de dezembro com um voo semanal;

  • Recife – Goiânia: início em 16 de dezembro com um voo diário;

  • Recife – Uberlândia: início em 19 de dezembro com um voo semanal;

  • Recife – Ribeirão Preto: início em 19 de dezembro com um voo semanal;

  • Recife – Vitória: início em 1° de janeiro com um voo diário;

  • Recife – Palmas: início em 1° de janeiro com quatro voos semanais;

  • Recife – Cuiabá: início em 2 de janeiro com três voos semanais.

As novas rotas já estão disponíveis para compra pelo site da empresa e agências de viagem.


“Estamos mês a mês ampliando nossas operações e seguimos nosso plano de retomada do serviço de transporte aéreo em todas as regiões do Brasil. Recife é uma das nossas principais bases de operação e, em função de sua posição estratégica e rápida recuperação, temos reforçado as rotas que já operamos na cidade. Agora, consolidamos um novo passo e vamos criar novos mercados que deixarão nosso centro de conexões pernambucano ainda mais conectado com os principais aeroportos do Brasil”, destaca John Rodgerson, presidente da Azul.

Boa notícia para quem tem o Recife como origem ou destino no próximo verão e para o turismo nacional como um todo, já que os números indicam uma recuperação mais rápida do que inicialmente esperado para o mercado doméstico.