• TVLW Online

Arcoverde terá sessões gratuitas de cinema acessível pelo Projeto Alumiar


A Prefeitura de Arcoverde, através das secretarias municipais de Cultura e Comunicação, e de Educação e Esportes, apoia a realização de sessões gratuitas com acessibilidade comunicacional, do Projeto Alumiar de Cinema Acessível. Promovido pelo Cinema da Fundação Joaquim Nabuco/Ministério da Educação, o Alumiar na Estrada estará possibilitando exibições com recursos da Audiodescrição (para pessoas com deficiência visual), contando ainda com a Janela de Libras (Língua Brasileira de Sinais) e Legenda para Surdos e Ensurdecidos (LSE), para pessoas com deficiência auditiva.

Em Arcoverde, as sessões serão realizadas no auditório da Secretaria de Educação e Esportes (Av. Cap. Arlindo Pacheco de Albuquerque, 72 – Centro) e começam na próxima quinta-feira (12), às 9h, com o filme ‘Menino Maluquinho’, de Helvécio Ratton. Em seguida, às 14h, haverá uma masterclass sobre acessibilidade no audiovisual, aberta a realizadores audiovisuais, profissionais da cultura, da educação, pessoas com deficiência e público em geral.

Já na sexta-feira (13), a partir das 9h, será exibido o filme ‘O Auto da Compadecida’, de Guel Arraes.

Além de Arcoverde, o projeto está contemplando no decorrer desta semana Caruaru, Garanhuns, Nazaré da Mata e o Cinema da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, no Recife, fazendo com que as pessoas com deficiência de cada cidade possa assistir a um filme brasileiro com independência e autonomia, cumprindo assim, a Lei Brasileira de Inclusão que indica que todas as atividades e equipamentos culturais precisam oferecer acessibilidade, além de contribuir para a formação de um novo público para o cinema e para a cultura de um modo geral, diretrizes fundamentais do Projeto Alumiar e da Fundação Joaquim Nabuco. 

O Projeto Alumiar já tornou acessível 21 filmes brasileiros com os recursos e exibiu, quinzenalmente e gratuitamente, todos os filmes para uma plateia com e sem deficiência nas duas salas do Cinema da Fundação Joaquim Nabuco, localizadas nos bairros do Derby e de Casa Forte, na capital pernambucana, totalizando quase 3.000 pessoas.