Após ser flagrada humilhando fiscal no Rio de Janeiro, mulher é demitida da empresa onde trabalhava


Nesse domingo (5), uma mulher foi flagrada, durante uma reportagem exibida no Fantástico, da TV Globo, humilhando o superintendente de Inovação, Pesquisa e Educação em Vigilância Sanitária, Fiscalização e Controle de Zoonoses da Prefeitura do Rio de Janeiro, Flávio Graça. "A gente paga você, filho", disse a mulher, que estava acompanhada do companheiro em um bar na região da Barra da Tijuca. Em seguida, dispara: "cidadão não, engenheiro civil, formado, melhor do que você". A cidade, que reabriu bares e restaurantes no último dia 2 de julho, registrou aglomerações. Após o episódio, a empresa do setor de energia onde trabalhava decidiu demiti-la. 


"A TAESA tomou conhecimento do envolvimento de uma de suas empregadas em um caso de desrespeito às leis que visam reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus e compartilha a indignação da sociedade em relação a este lamentável episódio, sobretudo em um momento no qual o número de casos da doença segue em alta no Brasil e no mundo", diz um trecho da nota. "Diante dos fatos expostos, a TAESA decidiu por sua imediata demissão", conclui.

O G1 informou que tentou contato com a mulher, que não teve o nome divulgado, mas ela não atendeu as ligações. 

A rede social profissional do companheiro da mulher foi excluída. No entanto, a do superintendente aponta que ele é doutor em Ciências Veterinárias na área de Sanidade Animal pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), mestre em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e Médico Veterinário formado em 1991 pela Universidade Federal Fluminense (UFF).