Após pedir ajuda nas redes sociais, dono de sorveteria vende 3 mil picolés em 3 horas


Na última terça-feira (11), o comerciante Luís Augusto Demori, que vinha passando por dificuldades nas vendas de sorvetes de sua gelateria por conta da pandemia, foi surpreendido com atos de solidariedade dos moradores de Votuporanga, no interior de São Paulo, onde fica o seu comércio.

Depois da energia elétrica de seu estabelecimento ter sido cortada por falta de pagamento, Demori temeu a perda de todos os sorvetes fabricados, que iriam derreter nos freezers desligados da loja.


O empresário, que é pai de três crianças pequenas, recorreu às redes sociais para conseguir a ajuda de clientes, amigos e familiares. O vídeo publicado alcançou mais de 300 compartilhamentos em sua página no Facebook. Em frente ao comércio, uma fila enorme surgiu e, em menos de três horas, ele vendeu cerca de 3 mil picolés.

Apesar da ajuda da comunidade, a quantia recebida ainda não foi suficiente para quitar todas as dívidas que possui, por isso uma vaquinha online foi criada para ajudar Demori.

PARCEIROS TVLW-2021-4.gif