Após abrir caixão em velório, cinco pessoas da mesma família são contaminadas pelo coronavírus

Durante um velório na cidade de Cairu, na Bahia, a família uma vítima, que estava com suspeita de morte porcoronavírus, resolveu abrir o caixão, mesmo ele tendo saído lacrado da Santa Casa de Valença. Foram feitas recomendações pela Secretária Municipal de Saúde para não velar a vítima com a tampa aberta, a regra não foi respeitada e o sepultamento foi realizado na última quinta-feira (7).



Na segunda-feira (11) saiu o resultado do exame, que testou positivo para morte em decorrência da covid-19. Após a confirmação, a prefeitura procurou as pessoas que participaram do velório. Em um primeiro momento, os familiares não quiseram aceitar a realização dos testes. Após convencimento, a Secretaria de Saúde testou as 12 pessoas que tiveram contato com a vítima no dia do velório e 5 haviam contraíram o vírus.

Em nota enviada ao Jornal Folha de S. Paulo, a prefeitura de Cairu informou que a família da vítima recebeu "todas as informações para realização do sepultamento seguro, bem como das normas sanitárias indicadas pelos órgãos responsáveis."

A prefeitura informou ainda que segue monitorando as pessoas próximas à vítima. "Enfermeiros, técnicos de saúde, psicólogos e assistente social da rede municipal de saúde estão oferecendo todo apoio à família e amigos da vítima. A Secretaria de Saúde lamenta pelo falecimento e deseja conforto aos familiares neste momento difícil", diz a nota.


Por: JC Online