Amigos no Sertão levam alegria e esperança a vila quilombola

O projeto Amigos no Sertão promoveu pelo quinto ano uma ação social na comunidade quilombola Conceição das Crioulas, localizada em Salgueiro, a 550 km do Recife. Através das doações de empresas privadas e pessoas físicas, o grupo levou cestas básicas, redes, produtos de higiene pessoal, material escolar, brinquedos, chocolates e roupas infantis. A ação, que beneficiou mil famílias e 3,5 mil pessoas no total, incluiu também atendimentos de saúde.



Para realizar a entrega das 30 toneladas de produtos à vila, sítios e uma aldeia indígena, a logística é planejada com antecedência. Com um sistema de 20 rotas, os mais de 200 voluntários se dividiram em grupos acompanhados por guias locais que ajudaram a mapear as famílias. 

A moradora Marina Marcionila de Oliveira conta que espera o ano inteiro para ver "o povo bonito de Recife". Ela  estava sentada na praça da comunidade para receber os voluntários com um abraço. "Para mim é uma alegria ver todo mundo aqui. Estava rezando para chegarem no dia da que eu não estivesse trabalhando", conta Marina, que tem "mais de 80 anos". 

A população de Salgueiro também foi mobilizada a ceder carros, picapes, caminhões e ônibus, somando cerca de 50 veículos. Esse engajamento é liderado pelos guias voluntários e através da diocese de Salgueiro, com apoio do bispo dom Magnus Henrique. "Essas comunidades mantêm a esperança de ter um Natal diferente. Alivia-se a fome e ao mesmo tempo começa macontecer pequenas transformações através de um trabalho de conscientização", disse o religioso.

Silvino Aureliano, 67, é um dos guias. Ele acompanhou a rota 11, responsável pela distribuição nos sítios de Mulungu e Garrote Morto. "Aqui mesmo a maioria do povo fica só na espera. Não sabem como veio, não sabem quem está trazendo, aonde arrumaram, mas a gente sempre tenta explicar", explica Silvino. O guia conta ainda que mesmo não sendo alfabetizado, realiza trabalhos religiosos ao longo do ano dentro dos sítios de Conceição da Crioulas, "Eu sou uma liderança de incentivar orações, incentivar para uma celebração, missas, apesar de eu ser quase analfabeto, mas eu não fico quieto, né?" 

Nesta edição, uma família foi presenteada com uma casa por um casal de empresários olindenses. De acordo com a coordenadora do Amigos no Sertão, Ana Elisa, o próximo passo será a construção de uma padaria. "Em Conceição da Crioulas não se compra pão porque o transporte é muito complicado. O pão tem que vir de Salgueiro e não vem todos os dias. Vamos entrar em campanha pela construção desta padaria, porque queremos não só construir um local, em termos físicos, como também toda a parte maquinária e de matéria prima", conta.

Alguns itens arrecadados

1.030 cestas básicas

2 mil kg de açúcar

200 kits de consumo imediato (lata de feijão preto, salsicha em molho, farofa pronta, sardinha, doce, macarrão, molho de tomate e biscoitos)

3 mil livros

Mil kits escolares (livro literário infanto juvenil, mochila, estojo, squeeze, pasta, cadernos, lápis grafites, canetas, marca textos, lápis de cor e de cera, borrachas, apontadores, cola, régua, transferidor, esquadros e tesoura)

1,4 mil bolas

560 bonecas

50 bichinhos de pelúcia

1 mil kits de material de higiene com quatro sabonetes, três pastas, três escovas de dentes, desodorante e  xampu

Mil redes

Mil caixas de chocolates

Mil minipanetones

Mil trufas (doadas pela Cacau Show)

1,8 mil peças de roupas

Números da campanha em 2019

2,5 mil quilômetros percorridos

1,4 mil km em estradas de terra 

50 veículos utilizados 

20 rotas percorridas

1 mil famílias visitadas