5 mil mortes por covid-19 no Brasil é cenário real, dizem especialistas


Depois de um forte aumento nas últimas semanas, a tendência de novos casos, internações e mortes por covid-19 deve continuar em alta no país. Dados do boletim Infogripe, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), apontam que 23 das 27 unidades da federação registram essa tendência. Diante do colapso hospitalar em todas as regiões, números ainda mais altos de óbitos, 4 ou 5 mil por dia, não podem ser descartados, segundo especialistas. Com o ritmo lento de vacinação, eles defendem medidas mais duras de distanciamento social para impedir que esse cenário se torne realidade.


“Temos um conjunto muito grande de Estados com tendência de crescimento de casos e hospitalizações. Alguns apresentam estabilidade, mas muito incipiente. É muito preocupante”, afirma Marcelo Gomes, coordenador do Infogripe.


Gomes diz que há grande chance de o país ultrapassar 3 mil óbitos nos próximos dias. Um cenário pior, com 4 ou 5 mil mortes diárias não pode ser descartado. “Nós que trabalhamos com análise epidemiológica vemos que, infelizmente, não é impossível. É uma marca muito alta, mas não dá para descartar.”


O especialista da Fiocruz ressalta que ações mais severas - como o lockdown realizado em Araraquara (SP) - demoram cerca de duas semanas para diminuir as hospitalizações e mais uma ou duas para reduzir os óbitos. “Mas tomar medidas num momento em que há um grande número de casos demora mais para fazer efeito, as intervenções têm que ser mais longas”, diz.



PARCEIROS TVLW-2021-4.gif